Atualize o seu navegador.

Parece que você está usando uma versão antiga do navegador Microsoft Edge. Atualize o seu navegador para obter a melhor experiência com o website da Busch.

Fig. 1: Os pneus da Continental são fabricados usando tecnologia de vácuo de última geração da Busch. Foto: Continental Reifen GmbH.

Nova solução de vácuo garante pneus seguros e sustentáveis na Continental

Continental Reifen Deutschland GmbH

A Continental Reifen Deutschland GmbH produz pneus de alta qualidade para carros e vans em sua fábrica de produção em Aachen, na Alemanha. Em seu processo de fabricação de pneus, a Continental utiliza um método de geração de vácuo extremamente eficaz e, acima de tudo, eficiente, no qual um suprimento de vácuo central da Busch Vacuum Solutions fornece o vácuo necessário para garantir o manuseio seguro em três máquinas de corte têxtil. Além de reduzir significativamente o ruído na sala de produção, esta solução de vácuo também leva a um elevado nível de economia quando se trata dos custos de energia e manutenção do fabricante do pneu.

Quase um em cada três veículos na Europa usa pneus fabricados pela Continental, que mistura a própria matéria-prima de borracha natural, depois a extrusa e, após várias etapas intermediárias, processa em pneus prontos para montar. Um único pneu consiste essencialmente em três componentes principais: cordão têxtil, fio de aço e uma mistura natural de borracha. Esses três materiais de base são combinados de maneira específica nos componentes individuais do pneu e, em seguida, montados como carcaça e cinta, formados em um pneu e endurecidos.

O cordão têxtil consiste em um grande número de fios têxteis e é inserido em uma calandra usando um grande dispositivo de desenrolamento. É ali que o cordão têxtil é revestido com borracha natural, criando uma malha emborrachada na forma de uma longa tira contínua com menos de um milímetro de espessura. A malha é cortada na largura desejada, perpendicularmente ao padrão de fios, e enrolada novamente em um rolo têxtil para a continuação do processamento. Posteriormente, o material têxtil é preso diretamente à camada mais interna de borracha. Ele funciona como um elemento de reforço no interior do pneu. A orientação radial das ranhuras garante estabilidade adicional. Esta camada influencia principalmente a capacidade de carga do pneu, assim como o comportamento de suspensão e as características de condução.

Uso de vácuo em máquinas de corte têxtil

A tecnologia de vácuo é usada para tarefas de manuseio de material na máquina de corte têxtil. A malha emborrachada é cortada no comprimento desejado e, em seguida, aplicada diretamente a outra tira usando o método "pick and place". O posicionamento preciso é o aspecto mais crítico quando se trata da qualidade da malha têxtil acabada. As camadas individuais precisam ficar sobrepostas exatamente uma em cima da outra. Antes, um ventilador de canal lateral era instalado em cada uma das três máquinas de corte têxtil.

Eles forneciam o vácuo necessário para manusear as tiras têxteis. Os sopradores funcionavam constantemente com potência total e, por isso, consumiam enormes quantidades de energia. Além disso, eles geravam uma poluição sonora considerável para a equipe de produção.

Suprimento de vácuo sustentável da Busch para máquinas de corte têxtil

Através do Idea Management interno, um funcionário da Continental Reifen sugeriu que alguém analisasse mais de perto o suprimento de vácuo das máquinas de corte têxtil. A principal preocupação era a poluição sonora aguda devido aos ventiladores de canal lateral usados anteriormente. Como a Continental está sempre buscando maneiras de melhorar, eles decidiram buscar uma solução mais ergonômica e eficiente. Para a geração de vácuo, os especialistas em vácuo da Busch Vacuum Solutions recomendaram o uso de uma bomba de vácuo de garras MINK e, inicialmente, forneceram um sistema de teste. Demorou apenas alguns dias para que Ingmar Heinze, chefe de utilidades e infraestrutura sustentável, tivesse certeza de que tinha encontrado a solução certa para a geração de vácuo. Após a execução do teste, um sistema de vácuo com duas bombas de vácuo MINK MV Synchro foi instalado na Continental. Este sistema substituiu os três ventiladores de canal lateral anteriores e agora fornece o vácuo necessário para várias máquinas de corte têxtil através de tubulações de aço inoxidável. As bombas de vácuo MINK MV Synchro são equipadas com um conversor de frequência e um painel de controle orientado pela demanda como padrão. As bombas de vácuo detectam a velocidade de bombeamento que devem fornecer durante um processo para segurar o cordão têxtil emborrachado com segurança e posicioná-lo com precisão.

Vantagens do suprimento de vácuo da Busch no corte têxtil

Felizmente, usar este novo sistema de vácuo resolveu muito mais que apenas o problema principal da poluição sonora. Os ventiladores de canal lateral antigos atingiam níveis de ruído de 94 dB. Isso significava altos níveis de poluição sonora para a equipe no pavilhão de produção. Com o novo sistema de vácuo da Busch, o nível de ruído da unidade de vácuo já não pode mais nem ser detectado, pois é abafado pelo ruído ambiente normal – o que significa que está abaixo de 72 dB.

Além da redução de ruído significativa, o novo sistema de vácuo também gerou economias de energia significativas. Graças ao controle orientado pela demanda, o desempenho máximo nem sempre é usado, o que significa que o sistema de vácuo muitas vezes opera com menor velocidade de rotação e consumo de energia. O sistema também é desligado automaticamente quando não há necessidade de segurar nenhuma tira têxtil. Geralmente, o consumo de energia dos sopradores usados anteriormente era de 15 kWh. Quando as medições foram feitas com o novo sistema de vácuo, foi determinado um consumo médio de energia de apenas 800 watts por hora.

Isso equivale a uma redução de mais de 90% nos custos com energia. Assim, o investimento imediatamente se pagou e, devido ao aspecto energético, é elegível para financiamento pelo Departamento Federal de Controle Econômico e de Exportações (BAFA) da Alemanha.

A nova solução também economiza cerca de 90% dos custos de manutenção anuais. Os ventiladores de canal lateral exigiam muitos reparos e, por isso, eram uma fonte de altos custos. As bombas de vácuo de garras MINK MV realizam uma compressão completamente seca do ar de admissão e, portanto, operam sem fluidos de operação, como óleo ou água. Isso faz com que as bombas de vácuo sejam praticamente livres de manutenção. Os tempos de inatividade para manutenção também costumavam ser um problema. Para o novo sistema de vácuo com duas bombas de vácuo de garras MINK, as poucas operações de manutenção necessárias podem ser realizadas em uma das duas bombas de vácuo, enquanto a outra continua a fornecer vácuo ao sistema. Ou seja, não há mais interrupções e a disponibilidade das máquinas de corte têxteis é ainda maior.

O novo sistema de vácuo está em operação desde janeiro - para a satisfação total de Ingmar Heinze.
“Estamos muito satisfeitos com o nosso novo suprimento de vácuo para o manuseio de tiras têxteis durante a fabricação de pneus. Nós não apenas conseguimos diminuir significativamente a poluição sonora para nossos funcionários, como também reduzimos drasticamente o consumo de energia e os esforços de manutenção, aumentando a produtividade do sistema. Este é um excelente exemplo de melhoria sustentável!“
Ingmar Heinze, chefe de utilidades e infraestrutura sustentável