O vácuo substitui os cabos de tração - Sistema rápido e seguro de amarração de navios

O vácuo substitui os cabos de tração - Sistema rápido e seguro de amarração de navios

Para a indústria naval, o tempo gasto nos portos é um fator significativo ao nível dos custos. Os sistemas de amarração por vácuo permitem reduzir muito este tempo.
WoV-Ship2.jpg

Pode demorar até uma hora e meia atracar e amarrar em segurança um navio porta-contentores de grande dimensão no cais de descarga. Este processo exige o trabalho de um batalhão de ajudantes, conhecido como "grupo de amarração". O seu trabalho é extremamente perigoso, uma vez que é necessário deslocar cordas grossas entre o navio e o cais e colocá-las parcialmente sob grande tensão. Em muitos casos são também necessários barcos rebocadores para rebocar os navios gigantes até à parede do cais, o que torna o processo muito complexo e dispendioso. Além disso, durante o processo de amarração não é possível realizar qualquer carga ou descarga e o piloto pago também não pode desembarcar. 

Com o objetivo de tornar a amarração mais simples, rápida, barata e segura, os engenheiros da empresa internacional de engenharia Cavotec conceberam a ideia de agarrar o casco do navio através de grandes ventosas e puxá-lo para a parede do cais. Designaram esta nova tecnologia de MoorMaster™ e testaram-na pela primeira vez na Nova Zelândia em 1998. Desde então foram instalados sistemas Cavotec em cada vez mais portos em todo o mundo.

Força de atração para os gigantes do oceano

O sistema MoorMaster™ é constituído por ventosas de vácuo de expansão hidráulica instaladas na parede do cais. Unem-se à parte exterior do navio e geram imediatamente um vácuo poderoso com uma força de sucção de até 20 toneladas. Este procedimento permite arrastar e fixar em segurança à parede do cais até os maiores cargueiros, com capacidade até 450.000 toneladas (peso bruto). Com este procedimento, o tempo necessário para amarrar um navio pode ser reduzido para apenas 30 segundos. Elimina também as difíceis manobras com o motor do navio ou com recurso a rebocador, reduzindo em simultâneo o consumo de combustível e as emissões de poluentes no porto. O processo de desatracar apenas demora 10 segundos. 


As ventosas flexíveis de neoprene criam uma adesão segura em superfícies afetadas por ferrugem, costuras de soldadura ou deformações. Assim que as ventosas tocam no casco do navio, as bombas de vácuo geram imediatamente um vácuo poderoso. É também preparada uma reserva de vácuo para maior segurança. Durante a permanência no porto, o navio não só fica fixado em segurança como também é mantido à distância ideal da parede do cais. Garante-se assim a proteção tanto do casco do navio como das defesas da parede do cais. O sistema de controlo das unidades de vácuo monitoriza o movimento do navio e compensa este movimento com a sua hidráulica sofisticada.

Apenas é necessária uma pessoa para manobrar o MoorMasterTM e, graças ao sistema de controlo remoto, essa pessoa pode ser o próprio capitão do navio a atracar. Além disso, todos os sistemas de amarração instalados incluem ligação à Internet, o que permite à Cavotec monitorizá-los continuamente e detetar quaisquer problemas que possam surgir.

Pelo desenvolvimento deste revolucionário sistema de amarração, foi atribuído em 2015 o ‘Prémio Busch de Inovação em Vácuo' à Cavotec. Este prémio é apresentado anualmente em reconhecimento da inovação excecional no campo da tecnologia de vácuo. A Cavotec utiliza bombas de vácuo de rotores de garra Mink da Busch.


Subscreva a newsletter ‘World of Vacuum'!
Subscreva já para se manter atualizado com as mais recentes e fascinantes notícias do mundo do vácuo.

SUBSCREVER