O look perfeito para o tablier – A laminação com vácuo cria superfícies de alta qualidade

O look perfeito para o tablier – A laminação com vácuo cria superfícies de alta qualidade

Os carros não são meros produtos de engenharia: eles também evocam emoções. Para assegurar o conforto dos condutores e passageiros, os interiores são desenhados com superfícies apelativas. O vácuo usado para assegurar a laminação perfeita é frequentemente gerada com produtos da Busch.
Dashboard-car-2.jpg

A era dos carros pré-fabricados já lá vai. Além dos motores, chassis e sistemas de assistência, os clientes também podem escolher os seus interiores personalizados de acordo com as suas preferências. Bancos aquecidos, sistemas de som sofisticados, coberturas de bancos e tratamentos de superfícies são cuidadosamente selecionados, de forma a que os passageiros se sintam em casa, por exemplo, durante as suas viagens diárias cada vez mais longas.

Materiais de alta qualidade contribuem para uma sensação de bem-estar

O plástico desempenha um papel importante nos interiores. São leves, podem ser rígidos ou flexíveis, conforme for necessário, e podem ser moldados em praticamente todas as formas imagináveis. O plástico domina quase todas as superfícies no habitáculo – mesmo em muitos modelos premium. A era do plástico de má qualidade já acabou há muito tempo. Desde então, a substância tornou-se num material versátil, sendo também usado atualmente em produtos de gama alta. Do tablier ao painel da porta, este material torna o aspeto do interior do carro distinto.

Os elementos instalados são frequentemente compostos por, pelo menos, dois plásticos diferentes. Um componente de substrato moldado, feito a partir de um material específico, possui as características mecânicas necessárias. Este componente é coberto por uma película muito parecida com materiais como couro fino, mas que, ao mesmo tempo, é extremamente robusta. O substrato e a película são combinados através de um processo de laminação.

Adesão estável

A laminação decorre num sistema de laminação e corresponde, essencialmente, a um tipo de união por adesão. No entanto, a película tem de assentar perfeitamente no componente, mesmo que a forma seja muito complexa. Não podem existir bolhas de ar entre as camadas. A adesão tem de ser tão duradoura quanto o carro. Para o efeito, é aplicado vácuo durante o processo de laminação. Muitas instalações de produção usam soluções de vácuo da Busch para estes processos. O vácuo remove quaisquer gases ou ar retidos. A pressão atmosférica que atua do lado de fora pressiona a película contra o componente, com muita força, mas de forma completamente uniforme. Se o adesivo usado for resina sintética, esta também será distribuída de modo uniforme. O vácuo assegura, portanto, que os materiais fiquem unidos na perfeição.

Nas máquinas de laminação com várias etapas do processo, as bombas de vácuo com controlo integrado podem contribuir para uma operação com grande eficiência energética. Para este tipo de dispositivos, é definido um valor de regulação da pressão. O controlo ajusta a velocidade rotacional permanentemente, para adaptar o rendimento de vácuo à solicitação em constante mudança. Em comparação com bombas de vácuo sem controlo, o consumo energético pode ser reduzido drasticamente. A Busch oferece uma gama completa destas soluções altamente eficientes.
 

Os elementos que hoje em dia são fabricados a partir de plástico, costumavam ser tábuas de madeira, no sentido literal do termo. Há alguns séculos, 'dashboard' (tablier) era o termo que designava uma tábua que servia de proteção aos cocheiros contra detritos projetados ('dashed up') da estrada. Também servia de apoio para os pés do cocheiro nas viagens mais longas. Isto continua a ser possível nos tabliers atuais, embora não seja recomendável fazê-lo em viagem.


Subscreva a newsletter ‘World of Vacuum'!
Subscreva já para se manter atualizado com as mais recentes e fascinantes notícias do mundo do vácuo.

SUBSCREVER