Robôs de ordenha fazem vacas felizes

Robôs de ordenha fazem vacas felizes

As vacas já podem decidir a sua própria rotina diária e os agricultores podem dormir toda a noite descansados: tudo graças aos robôs de ordenha equipados com tecnologia de vácuo feita à medida.
WoV-Milking.jpg

A ordenha é um processo muito complexo e desgastante. Em primeiro lugar é necessário limpar os úberes e reduzir a carga bacteriana através da pré-ordenha. Em seguida realiza-se a ordenha propriamente dita, com todas as suas complexidades, e é necessário desinfetar as tetinas no final do processo. Tudo isto tem de ser feito em cada uma das vacas, duas vezes por dia, incluindo fins-de-semana. Para aumentar a eficiência das operações, o processo é normalmente feito no início do dia e ao início da noite. Com os sistemas de ordenha convencionais, são ordenhadas em simultâneo todas as vacas – ou grandes grupos de vacas. 

Desde o lançamento dos primeiros robôs de ordenha na década de 1990, a tecnologia tem evoluído continuamente e tem uma aceitação cada vez maior. As máquinas permitem não só ultrapassar a obrigação de levantar cedo para o agricultor, como também garantem uma rotina mais adequada para as vacas. Afinal, nem todas as vacas têm os úberes igualmente cheios ao mesmo tempo todos os dias. 

Ordenha autodeterminada

Em vez disso, a vaca pode usar o robô quando sente que chega o momento de ser ordenhada. A máquina é tão competente no processo que o animal entra no pequeno compartimento que contém o sistema de ordenha para obter o alívio desejado. Ou seja, a vaca entra na câmara de ordenha por vontade própria. É detetada automaticamente por um transponder e recompensada com uma porção de ração concentrada. As várias etapas do processo são concluídas pelo braço de ordenha, uma vara telescópica equipada com as ferramentas necessárias. 

Os contornos do úbere são detetados por raios laser ou por um sistema de câmara. O braço de ordenha aplica as escovas de limpeza e desloca o copo ordenhador para a tetina que, em seguida, é lavada, seca e pré-ordenhada. Este procedimento também estimula o fluxo de leite antes da aplicação dos copos ordenhadores. A última etapa é a desinfeção das tetinas. 

Sucção com vácuo pulsante

O leite é retirado das tetinas através de um vácuo nos copos ordenhadores. O vácuo é gerado pela bomba de vácuo do robô e, dependendo das definições e da preferência individual de cada vaca, também pode simular a sucção pulsante de um bezerro. Desta forma, cada animal pode desfrutar de um ‘serviço de ordenha' altamente personalizado. Este processo garante-lhes uma vida mais natural e a liberdade de movimentos entre o estábulo e a pastagem. As vacas sofrem menos com o stress e sentem-se mais à vontade, o que, por sua vez, resulta na produção de mais leite. 
Além disso, os robôs de ordenha também oferecem outras vantagens: o envolvimento humano no processo de ordenha é reduzido em grande medida; a produção de leite de cada vaca é registada automaticamente; graças à tecnologia moderna de TI e comunicação, os robôs disponibilizam os dados relevantes online e também podem ser controlados através de um PC ou dispositivo móvel.

Dados da saúde das vacas

Os dados facultados pelo robô também permitem conhecer melhor o comportamento de cada vaca e a sua saúde. As vacas com problemas nos cascos são rapidamente identificadas, uma vez que as dores fazem com que as vacas visitem a estação de ordenha com menor frequência. Também se torna possível determinar a quantidade, a temperatura e o teor do leite, bem como o peso da vaca.

Durante cada processo de ordenha, o robô também avalia a condutividade elétrica do leite. Este fator depende do teor de sal e um valor superior ao normal pode indicar uma possível inflamação dos úberes (mastite). Uma vez que o valor normal diverge de vaca para vaca, esta deteção precoce não é possível com os sistemas de ordenha convencionais. O robô permite comparar os valores individuais de cada vaca. Inclui ainda um sensor de cor, que permite verificar se existe sangue no leite e removê-lo posteriormente. 

Desde 1991, os fabricantes de robôs de ordenha recorrem à tecnologia de vácuo da Busch para gerar o vácuo necessário para o processo de ordenha.


Subscreva a newsletter ‘World of Vacuum'!
Subscreva já para se manter atualizado com as mais recentes e fascinantes notícias do mundo do vácuo.

SUBSCREVER