Acondicionamento de Produtos de Peixe com Fornecimento de Vácuo Central

Maulburg - Uma empresa de especialidades de peixe no norte da Alemanha fabrica produtos de salmão fumado nas suas novas instalações de produção desde o início de 2012. A quantidade de produtos de salmão preparados é agora de 3 500 tons. Prevê-se que este valor aumente já que está programada uma ampliação da fábrica. Os produtos de salmão são acondicionados sob uma atmosfera modificada utilizando um sistema de vácuo centralizado fornecido pela Busch. Os projetistas escolheram a Busch já que pretendiam utilizar apenas a tecnologia de vácuo mais fiável. As bombas de vácuo Busch também tinham sido utilizadas com sucesso durante vários anos no sistema de acondicionamento noutras instalações.
Sistema de fornecimento de vácuo centralizado numa sala independente
Sistema de fornecimento de vácuo centralizado numa sala independente

Os produtos de peixe desta empresa oferecem uma vasta gama de especialidades, sobretudo peixe fumado. Também são preparados produtos de conveniência, por exemplo, salmão, cavala, arenque, alabote e outros peixes e mariscos. Todas as especialidades de salmão fumado são produzidas nas novas instalações de produção. Os principais clientes para estes produtos são cadeias de supermercados e lojas de preços reduzidos europeias.
As novas instalações dispõem de duas linhas de produção, divididas em produtos de salmão fumado quentes e frios. O acondicionamento dos produtos é realizado em três linhas semiautomatizadas nas quais o produto final é transportado automaticamente até à estação de acondicionamento, mas o acondicionamento em tabuleiros para bolsas de folha de alumínio é efetuado manualmente. É utilizado um sistema de dois turnos por isso, o sistema de vácuo centralizado funciona até 16 horas por dia. 

Quando foi perguntado ao supervisor técnico qual o motivo que levou à escolha de um sistema de fornecimento de vácuo centralizado, a sua resposta foi imediata: "um sistema de vácuo centralizado afasta as bombas das áreas de produção e acondicionamento, o que reduz os níveis de ruído e de temperatura sentidos pelos funcionários. Para além disso, é possível realizar a manutenção em bombas de vácuo individuais sem desligar o fornecimento de vácuo e o pessoal responsável pela assistência técnica não tem de entrar nas áreas de produção – algo muito favorável para a higiene."

O supervisor dispõe de vários anos de experiência com bombas de vácuo rotativas de palhetas Busch R 5 e valoriza a sua robustez e fiabilidade. Quando as novas instalações começaram a ser planeadas, era evidente que a primeira escolha para parceiro para sistemas de vácuo seria o líder de mercado Busch. "Criámos umas instalações extremamente modernas," comentou, "nas quais fabricamos produtos de alta qualidade. Queríamos trabalhar com os melhores fornecedores e evitar experiências".

Dois anos de funcionamento confirmaram esta opinião – o sistema centralizado Busch proporciona um fornecimento de vácuo fiável. É instalado numa sala própria e está ligado a três linhas de acondicionamento através de tubagem. A sala é partilhada por dois reservatórios de vácuo: o primeiro fornece vácuo de baixa pressão para evacuar rapidamente a tubagem da linha de acondicionamento após o qual é aplicado vácuo de alta pressão do segundo reservatório. O nível de vácuo de alta pressão determina a pressão no acondicionamento. Este sistema garante que as linhas de acondicionamento dispõem sempre de capacidade de vácuo suficiente para trabalhar à velocidade máxima. Os sistemas de vácuo centralizados apresentam outra vantagem: são necessárias menos bombas de vácuo do que em sistemas descentralizados. As bombas de vácuo centralizadas são controladas individualmente por isso, são ativadas apenas as necessárias para satisfazer a exigência atual.

A dimensão dos produtos que entram nas estações de acondicionamento não é constante, o que dá origem a variações nos volumes e nos tempos dos ciclos de acondicionamento. Na prática, isto significa que a linha de acondicionamento irá exigir menos do que a capacidade disponível a partir do sistema de vácuo, o que faz com que o controlador desligue bombas que excedem os requisitos. Desta forma, o fornecimento de vácuo ativa apenas as bombas necessárias para satisfazer a exigência atual, utilizando consideravelmente menos energia do que num sistema descentralizado. As bombas de vácuo descentralizadas são ligadas diretamente às linhas de acondicionamento e não podem ser desligadas individualmente. Desta forma, funcionam à capacidade máxima, mesmo quando tal não é necessário.

As novas instalações de produção foram concebidas a pensar no crescimento por isso, o fornecimento de vácuo foi dimensionado de modo a permitir, pelo menos, a ligação de duas linhas de acondicionamento adicionais sem modificações significativas. O sistema é constituído por quatro bombas rotativas de patilhas R 5 e duas bombas auxiliares Panda Roots. Uma das bombas rotativas de palhetas R 5 é utilizada apenas como unidade de reserva.
Todos os produtos são acondicionados numa atmosfera inerte de 70% de dióxido de carbono (CO2) e 30% de azoto (N2). As vantagens do acondicionamento a vácuo são mantidas – o oxigénio é retirado, o que aumenta consideravelmente a validade do produto. O gás inerte na embalagem protege o produto do esmagamento e de secar. Também preserva o inconfundível aspeto do salmão acabado de fumar, seja em tiras ou fatias de salmão de stremel.


Categorias
Deseja saber mais?
Entre diretamente em contacto connosco (Busch Portugal):
+351 234 64 80 70 Entre em contacto