Entrega rápida para novos hospitais

Wuhan, China Doze das nossas bombas de vácuo de grandes dimensões foram entregues em Wuhan, na China, para apoiar no tratamento de pacientes infetados com o coronavírus. Foram construídos dois novos hospitais em Wuhan em apenas alguns dias.
Necessidade urgente: as nossas bombas de vácuo foram entregues nos dois novos hospitais de Wuhan, onde os pacientes infetados com o coronavírus estão a ser tratados. Fonte: Busch Vacuum (Shanghai) Co.
Necessidade urgente: as nossas bombas de vácuo foram entregues nos dois novos hospitais de Wuhan, onde os pacientes infetados com o coronavírus estão a ser tratados. Fonte: Busch Vacuum (Shanghai) Co.

As nossas bombas de vácuo são utilizadas para a sucção de secreções corporais ou de ar de respiração em blocos operatórios e salas de tratamento em que o temido vírus possa estar presente. Estas estão equipadas com filtros especiais que impedem que os vírus passem através dos mesmos. Além disso, as nossas bombas de vácuo não requerem fluidos operacionais, tais como água ou óleo, que poderiam ficar contaminados com os vírus.

A 25 de janeiro, o dia do Ano Novo Chinês, a Busch China recebeu uma encomenda urgente em Xangai para o fornecimento de bombas de vácuo a partir da nossa sede em Maulburg. Felizmente, as bombas de vácuo já estavam disponíveis no nosso armazém em Xangai e puderam ser ali preparadas para esta aplicação. Apesar dos feriados e da paragem laboral imposta pelo governo, vários funcionários da Busch China voluntariaram-se para preparar a entrega para Wuhan, localizada a 850 km de distância, e para instalar as bombas de vácuo nos dois novos hospitais daquela zona. 


Durante a instalação: As bombas de vácuo Busch são instaladas no novo hospital de Wuhan. Fonte: Busch Vacuum (Shanghai) Co. Ltd.
 


Categorias
Deseja saber mais?
Entre diretamente em contacto connosco (Busch Portugal):
+351 234 64 80 70 Entre em contacto