Bombas de vácuo para um hospital na Palestina

Tel Aviv, Israel Recentemente, a Busch Israel conseguiu fornecer recentemente tecnologias de vácuo requeridas com urgência em vários hospitais. Devido à crise provocada pelo coronavírus, os hospitais enfrentam grandes dificuldades para receber e tratar o número crescente de doentes infetados com o coronavírus a necessitar de cuidados intensivos.
De Telavive para a Palestina: as bombas de vácuo Busch são necessárias para viabilizar o tratamento de doentes infetados com o novo coronavírus. Fonte: Busch Israel Ltd.
De Telavive para a Palestina: as bombas de vácuo Busch são necessárias para viabilizar o tratamento de doentes infetados com o novo coronavírus. Fonte: Busch Israel Ltd.

Um dos maiores desafios da Busch Israel é fornecer bombas à Cisjordânia. Embora exista colaboração no domínio médico entre Israel e a Cisjordânia, as fronteiras estão, neste momento, completamente fechadas, como medida de proteção contra a propagação do novo coronavírus. Ninguém pode atravessar a fronteira, nem mesmo os 70 000 palestinianos que diariamente se deslocam a Israel para trabalhar. A Busch Israel mantém uma relação próxima e duradoura com uma empresa de tecnologia médica na Palestina. E foi juntamente com este parceiro que a Busch Israel conseguiu, em pouco tempo, fornecer dois sistemas de vácuo a um hospital em Hebron, apesar de as fronteiras estarem oficialmente fechadas.


Categorias
Deseja saber mais?
Entre diretamente em contacto connosco (Busch Portugal):
+351 234 64 80 70 Entre em contacto