Entra o ar quente, saem os contaminantes - Descontaminação do solo com processo de vácuo

Entra o ar quente, saem os contaminantes - Descontaminação do solo com processo de vácuo

Quando os solos são contaminados por substâncias voláteis, vários métodos de extração são utilizados durante a descontaminação. As bombas de vácuo da BUSCH permitem que os vapores sejam extraídos para tratamento.
Soil-decontamination-2.jpg

Volátil e tóxico

Um grupo de substâncias desempenha um papel bastante importante na poluição do solo: os compostos orgânicos voláteis (VOCs, em inglês). Eles incluem, por exemplo, a maioria dos produtos de petróleo. Não é raro que eles estejam presentes no solo como resíduos herdados do passado.

VOCs são nocivos e alguns são até tóxicos. Se eles penetrarem nas águas subterrâneas, as águas não são mais adequadas como água potável. Como substâncias voláteis, eles se difundem na atmosfera perto do solo e podem poluir o ar que respiramos nas proximidades imediatas. Os solos poluídos não podem ser utilizados para a agricultura nem como terrenos de construção e devem ser descontaminados.

Ar do solo e vácuo térmico

A descontaminação pode ser realizada no local por meio da extração de vapor do solo. Para este fim, são criados eixos verticais no solo contaminado e são inseridos tubos perfurados. Eles são preenchidos com cascalho e os eixos são vedados tanto para a superfície quanto para as águas subterrâneas subjacentes. Ao criar um vácuo, os vapores do VOC são extraídos das camadas do solo vizinhas e direcionados para um sistema de purificação de ar. O efeito do processo pode ser otimizado: a ar quente é forçado a entrar na terra através de tubos e eixos adicionais em alta sobrepressão. O calor intensifica a evaporação dos VOCs, e um fluxo mais vigoroso de gases subsuperficiais é realizado da sobrepressão ao vácuo.

O processo de vácuo térmico pode ser usado para solos altamente contaminados. Aqui, o solo é removido e transportado para uma planta de processamento. O material é exposto a temperaturas de até 270 graus Celsius e a um vácuo de até 10 mbar. As substâncias voláteis são completamente evaporadas, depois condensadas e coletadas. O vácuo não só auxilia a evaporação, mas também garante a descarga segura de poluentes. Vários modelos de bombas de vácuo da BUSCH podem ser usados em ambos os processos.

Não há definição geral para o grupo de substâncias de compostos orgânicos voláteis (VOCs). Compostos orgânicos são geralmente aqueles com um ponto de ebulição entre cerca de 50 e 260 graus Celsius, com exceção dos pesticidas. Na maioria das vezes, carbonatos e carbonetos metálicos são explicitamente excluídos, assim como dióxido de carbono, monóxido de carbono, ácido carbônico e metano. No entanto, os pontos de ebulição destes últimos estão bem abaixo de 50 graus de qualquer forma. Em termos de impacto ambiental, os solventes, os hidrocarbonetos halogenados (refrigerantes) e os combustíveis e lubrificantes à base de petróleo têm uma enorme importância.

O ar contaminado com VOCs pode causar sintomas como dores de cabeça, reações de hipersensibilidade, fadiga, diminuição do desempenho, distúrbios do sono ou irritação respiratória. As pessoas que são particularmente sensíveis a produtos químicos voláteis devido a certas doenças são as que estão expostas ao maior risco.

A sigla em inglês VOC – compostos orgânicos voláteis – é amplamente usada na literatura especializada.


Inscreva-se e receba a newsletter "World of Vacuum!"
Inscreva-se já para se manter atualizado com as mais recentes e fascinantes notícias do mundo do vácuo.

INSCREVER-SE